quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Animais Fantásticos e Onde Habitam (Por Cris F Santana)

(Fantastic Beasts and Where to Find Them - 2016)

Estamos de volta ao Mundo da Magia! 

Tá escutando a musiquinha no piano? Quem cresceu na década de 90 ou nos anos 2000 provável leu ou viu nos Cinemas a história do bruxinho Harry Potter. A perda dos pais, a vida na escola, as namoradas, a coisa toda que acompanhamos durante sete livros (ou oito filmes). Na época, o sucesso da saga era tanto que vários outros livros baseados no universo Mágico surgiram nas prateleiras das livrarias, um deles, o livro da própria autora J.K. Rowling, foi Animais Fantásticos e Onde Habitam, que seria um dos livros didáticos da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. O livro, um estudo da anatomia e hábitos de criaturas fantásticas, era assinado pelo pseudônimo Newt Scamander, que na ideia da mulher, seria um bruxo que viajou o mundo estudando essas criaturas mágicas.

Scamander e a turminha de Nova York

E é a história desse bruxo que J. K. Rowling resolveu contar no roteiro da nova saga! O filme se passa muitos e muitos anos antes de Aquele Que Não Deve Ser Nomeado cruzar a vida do menino Harry, quando o magizoologista (que, como todo mundo sabe, é o cara que estuda animais mágicos) Newt Scamander vai à Nova York, levando consigo sua maleta mágica onde guarda algumas "amostrinhas de animaizinhos". Acontece que em uma confusão de bagagens sua mala acaba trocada com a de um trouxa não-mágico. O homem abre a mala, e alguns bichinhos diferenciados fogem. Não bastasse isso pra formar a treta, o bruxo inglês chegou na cidade no pior momento possível. Tá rolando um movimento de caça aos bruxos e a comunidade bruxa americana está apavorada usando todas as formas para se manter no máximo sigilo possível. E ao mesmo tempo, - e espero que você não tenha se pedido até aqui - uma entidade mágica do mal começa a assinar pessoas pela cidade! Advinha só quais bichinhos vão levar a culpa? 

O filme, trocadilhos a parte, é mágico! Eddie Redmayne (de cientista oscarizado a transgênero quase oscarizado) construiu um Scamander como tinha que ser. O sujeito é o perfeito estudioso do mundo animal que se relaciona muito melhor com os bichos que com humanos - até porque, não tem como não amar aquele "furão" ladrão e aquele "louva-deus" sentimental. Katherine Waterston e Alison Sudol, como as irmãs bruxas Tina e Queenie fazem o contraponto de humanização da história atrapalhando ajudando Scamander. E Dan Fogler aparece como o atrapalhado simpático não-mágico Kowalski. Ezra Miller (de Kevin a Flash), o enigmático Credence e Colin Farrell também fazem parte do elenco.

Como sempre comento das histórias de J.K., a mulher sabe usar a suspensão da realidade, é muito fácil acreditar no mundo da magia criado por ela e pelo diretor David Yates - com varinhas, bichos que mudam de tamanho e tudo. É legal observar o uso das cores na história, desde a cinza Nova York antiga, até as cores quentes do interior da mala do Scamander - esse último local, um destaque a parte, com suas criaturas bizarramente fofas. 

O primeiro de cinco filmes da nova saga (o bruxo vai viajar os cinco continentes), estreou no final de Novembro nos Cinemas brasileiros. Especialmente para os nostálgicos de varinhas mágicas na bolsa, fica a recomendação da Caneca.

Cris F Santana
(@crisfsantana)



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...