quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Star Trek: Sem Fronteiras

(Star Trek Beyond - 2016)


Estreando oficialmente nos cinemas brasileiros nesse 1o de setembro, para alegria de nerds, nostálgicos e ambos, o filme Star Trek: Sem Fronteiras. Terceiro filme da nova saga (Star Trek, em 2009, e Além da Escuridão: Star Trek, em 2013, são os outros dois) é o primeiro não dirigido pelo consagrado J. J. Abrams. O homem foi convidado para dirigir Star Wars e teve que escolher entre as sagas estelares. A tarefa ficou para Justin Lin (Veloz e Furioso) e ele, devo dizer, não decepcionou!

Capitão e a tribo dos mocinhos
Assim como indicado ao final do segundo filme, a nave Enterprise saiu pelo universo com a missão de construir a paz entre todos os seres vivos. A Frota Estelar está cruzando o espaço, caçando pokemóns visitando diversos planetas, tentando criar acordos de paz em nome da Federação dos Planetas Unidos (qualquer semelhança com o nome de algum país capitalista, imperialista, megalomaníaco talvez não seja mera coincidência). Essa tarefa, aliás, deixa o capitão Kirk (mais um Chris no mundo dos heróis, o Pine) bem entediado. Porém.. O coração de herói de sempre vê uma chance de sair da rotina ao receber uma ETeia que aparece na nave com um pedido de ajuda para o seu planeta. Claro que, como sempre acontece nas boas ações do Kirk, dá ruim! (É uma cilada, Bino!) A nave não pousa no planeta da moça (posso chamar uma ET fêmea de moça?) da forma como eles esperavam. Em solo, os mocinhos acabam separados: Kirk, Chekov (Anton Yelchin e esse sotaque russo fofo que deixará saudades #RIP) e a ET na floresta; Spok furado (o eterno Sylar) e dr Bones nas pedras; Engenheiro Scott sozinho (mas esse logo faz uma amizade bem útil); E, Uhura, Sulu (assumindo) e mais uns soldados avulsos na nave.

Mas qual era a chance do capitão não achar um jeito de juntar todo mundo de novo, não é?! Daí.. Vamos parar por aqui que mais que isso já é spoiler demais e vale bastante a pena assistir o filme!

A Clássica nave Enterprise (ou a versão mais moderna dela)
Não tem nada de destacável (ou sem spoilers) que dê pra falar de Uhura, mas preciso mencionar a personagem pra dizer que a atriz (Zoe Saldana) tá mais uma vez fora da Terra (só que dessa vez nem azul, nem verde). E falando em moças coloridas.. Um destaque bacana do filme é a nova mina branca (branca não no sentido de raça, mas de cor branca mesmo, na verdade, ela é branca com risquinhas pretas) que entrou pro rolê. Além de toda diferença que ela faz na história é bem bacana ver uma mina sendo "apenas" uma mina forte! Ela não veio pra ser par romântico de ninguém, ou uma nova donzela em perigo, veio pra chutar bundas e quebrar caras acrescentar no Time Enterprise mesmo (respeita as minas!)!

Enfim, com seu humor tranquilo e característico, muitas cenas de ação e luta, perseguições entre naves extremamente bem feitas e cheio de homenagens à série clássica, o terceiro filme da nova saga vem comemorar os 50 anos da franquia com uma bela festa de nostalgia e modernidade!

Seja você nerd ou não, novinho ou experiente, fica a recomendação da Caneca.

E solta a música!

Cris F Santana
(@crisfsantana)

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Nerve: Um Jogo Sem Regras

(Nerve - 2016)

O filme “Nerve” se passa nas cidades de Long Island e New York, e retrata a história de Vênus (Vee, Emma Roberts), uma adolescente tímida e geek, com amigos descolados. Como se não bastasse apenas a timidez para ‘atrapalhar’ a bela protagonista em seu convívio social, ela perdeu o irmão há pouco tempo, o que faz com que sua mãe (Juliet Lewis) adote uma postura super-protetora, impedindo Vee de cursar a faculdade que deseja, longe de casa.

Mocinho e Mocinha
Em meio aos problemas familiares e sociais de todo adolescente que não é o Quarterback ou a Cheerleader  do time de futebol da escola, a melhor amiga de Vee, Sydney (Emily Meade), começa a participar de um jogo chamado ‘Nerve’, jogo esse que funciona de uma forma simples e similar ao jogo de "verdade ou desafio", só que sem a parte da "verdade", um jogo de “Eu duvido que você faça...”. Ao ingressar no jogo, você escolhe entre ser um "Watcher" ou "Player", os watchers pagam um valor ao ingressar no jogo e passam a assistir/gravar com seus celulares os desafios propostos aos players, cada desafio proposto tem que ser gravado pelo próprio player enquanto o faz, e cada desafio vale uma quantia em dinheiro estipulada de acordo com a dificuldade do desafio. Se um player desiste do desafio proposto, perde todo o dinheiro adquirido até então, o jogo é secreto, logo se um player tentar denunciar o jogo é tachado de ‘snitch’(dedo-duro) e será punido.

Vee, em uma discussão com Sydney, é desafiada a jogar o Nerve, pois Sydney acredita que Vee não tenha coragem para fazê-lo, após um pouco de humilhação pública “sem querer” proporcionada por Sydney, Vee decide tentar um desafio e entra no jogo. Em seu primeiro desafio Vee conhece Ian (Dave Franco), que também é um player. A partir disso os watchers começam a dar desafios em conjunto aos dois, Ian se mostra completamente o oposto de Vee, e logo, isso gera uma química na dupla . Como os desafios tendem a ficar cada vez mais pesados dá pra ter uma noção de como a história começa a se desenrolar…

Nerveosa
Nerve é um filme voltado para os jovens atuais (anos 2010 pra frente), e mostra que a internet é um ambiente onde pessoas que se transformam ao entrar, e que você consegue saber tudo (ou quase) tudo de alguém no mudo online, se realmente entende de computação e queira fazê-lo. O filme também mostra, em alguns poucos pontos, uma visão bem assertiva de informatica e do mundo ‘obscuro’ que a mesma agrega, porém ainda caindo na cena clichê onde o ‘hacker’ altera um código olhando para a tela e digitando rápido como se já conhecesse o mesmo a anos... (nem tudo é perfeito). Filme cheio de suspense e com um desfecho muito rápido, porém suficientemente bem explicado, Entrega aquilo a que se propõe.

Um ótimo filme, com uma boa trilha sonora e ideal para se ver no cinema mas sem gastar muito dinheiro.

Fillipe Pereira 
(@fillipe_rp)


Outros detalhes sobre o filme e pra saber o que entrou em cartaz junto com ele, assista no Canal da Caneca:


Negócio das Arábias


Durante o período de recessão nos Estados Unidos, um empresário que está falido, numa tentativa de se recuperar financeira e socialmente, viaja para a Arábia Saudita para tentar uma venda para o rei: um sistema holográfico para reuniões. (Dai o nome original do filme que é baseado no livro homônimo Um holograma para o rei).



Alan Clay (Tom Hanks) se agarra a essa oportunidade e, totalmente mal instalado em uma tenda com sua equipe mergulha no trabalho na quente Arábia enquanto espera uma oportunidade de apresentar o produto ao Rei. Logo percebe que isso não será uma tarefa fácil, pois descobre que o Rei há meses não aparece por lá.

Durante essa espera Alan faz amizade com Yousef (Alexander Black) e, pensando estar gravemente doente conhece a Dra. Zahra (Sarita Choudhury) por quem acaba tendo “uma quedinha”.

Yousef e Alan Clay


Confesso que criei expectativas demais para o filme (talvez porque eu adore o Hanks). Embora tenha ótimas sacadas de humor achei o filme parado e a história não convence, não prende e não surpreende.


Salemme

(@danisalemme)

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Caneca de Estreias: 25 de Agosto

Três filmes bem diferente na Caneca da semana. Confira no vídeo os filmes em destaque entrando em cartaz em 25 de Agosto!


Se Inscreva Aqui!                                                                                       Ver no YouTube

Essa semana na Caneca de Estreias:

O meio romance meio drama Café Society, um filme de Woody Allen ao seu estilo, com Jesse Eisenberg (o Luthor que fez um Truque de Mestre na sua Rede Social), Steve Carell e Kristen Stewart (a Bella). O ação (ou suspense) Nerve - Um Jogo Sem Regras, com Emma Roberts e Dave Franco (o caçula do James) e a animação Pets - A Vida Secreta dos Bichos.

Confira e Comente!

Cris F Santana
(@crisfsantana)

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Caneca de Estreias: 18 de Agosto

Tem Canequeiro diferente dando as caras no vídeo dessa semana! Confira no vídeo os filmes em destaque entrando em cartaz em 18 de Agosto!


Se Inscreva Aqui!                                                                                        Ver no YouTube

Essa semana na Caneca de Estreias:

Tem o filme épico inspirado em livro, Ben-Hur, Jack Huston, Rodrigo Santoro (sendo filho de Deus) e Morgan Freeman. E tem o terror psicológico Quando as Luzes se Apagam, o longa inspirado num cura viral de uns anos atrás Lights Out com Teresa Palmer (aquela que curte um romance com zumbis). E tem o Bruno Moura estrando no Canal!

Cartazes da Semana (Quando as Luzes se Apagam e Ben-Hur)


Confira e Comente!

Cris F Santana
(@crisfsantana) 

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Caneca de Estreias: 11 de Agosto

Tem Cris de volta na Caneca de Estreias! Confira no vídeo os filmes em destaque entrando em cartaz em 11 de Agosto!


Conheça o Canal                                                                                         Veja no YouTube

Essa semana na Caneca de Estreias:

Quer saber  Walter White tem a ver com Pablo Escobar? Veja o vídeo e descubra no filme Conexão Escobar, do especialista em filme policial Brad Furman. Tem também Mila Kunis revoltada com as exigências da vida de mulher adulta em Perfeita é a Mãe de Jon Lucas, Scott Moore (Se Beber..) com Kathryn Hahn, Kristen Bell. E o drama experimental brasuca Brasil S.A. de Marcelo Pedroso

Cris F Santana
(@crisfsantana)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...