quarta-feira, 6 de abril de 2016

Ligadas Pelo Desejo (Por Cris F Santana)

(Bound - 1996)

Corky (Gina Gershon) é uma jovem mulher (com um sorriso assim meio de lado já saindo) que acabou de sair da prisão. Tentando recomeçar na vida, arranja um trabalho de reformado casas. Violet (Jennifer Tilly, a noiva do Chucky) é uma mulher sedutora,  estilo pin-up girl, e casada com Ceaser (Joe Pantoliano) o cara responsável pela lavagem de dinheiro da máfia local. Daí que essas duas mulheres se conhecem, se envolvem (sim, colegas tem coisinhas), e resolvem traçar um plano para, ao mesmo tempo, se livrar do Ceasar e ficar com toda a grana que está com ele.

Ligadas pelo Desejo
As Moças do Filme
Em um primeiro momento este filme, de 1996, parece totalmente despretensioso, sem nada que chame muita atenção, um filme de máfia como muitos da época. Mas logo na segunda cenas de encontro das duas mulheres, surge uma cena de sedução produzida com a mistura de erotismo e beleza que já logo joga na cara de quem assiste a assinatura de suas diretoras, as irmãs Wachowski.

Se você é algum viajandão e não conhece as irmãs Wachowski, tenho apenas duas referências pra dizer: Matrix e Sense8. Conhecidas pela inovação (se ainda tá boiando, procura aí no youtube o efeito tempo de bala, de Matrix) e pelas cenas dirigidas com detalhada beleza (procura aí o episódio 1x06 de Sense8, se você for maior de 18), já nesse filme, o primeiro dirigido, roteirizado e produzido pelas irmãs, mostravam o potencial do que viria dali em diante. São várias cenas com tomadas de ângulos totalmente não convencionais e soluções de quadro misturando ideias clássicas e novidades. Impossível não achar no mínimo interessaste.

Além disso, a história, que pode parecer comum a princípio, usa curvas imprevisíveis até o final, inclusive para as personagens! Uma ótima recomendação para quem gosta de cinema.

Cris Santana
(@crisfsantana)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...