sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Across The Universe (por Cris F Santana)

Um musical com músicas dos Beatles! 

O pouco conhecido romance da diretora Julie Taymor (de Frida), conta a história  de um rapaz inglês que embarca para a terra do Tio Sam em busca do pai biológico e (obviamente) encontra muita coisa mais. No ambiente do contexto que poderia ser descrito pela música Era Um Garoto Que Como Eu Amava Os Beatles e Os Rolling Stones (dos Engenheiros), quando a Guerra do Vietnã estoura afetando todo o conceito de liberdade que a molecada da época tentava construir. A história retrata de forma leve e sincera os conflitos dos jovens americanos (ou não).  Amor, guerra, liberdade, política, e toda a confusão mental da época é representada sob os sons dos Beatles.



Cada uma das tantas versões de canções do quarteto inglês apresentadas foi devidamente contextualizada na história dos jovens Hey.. Jude, Lucy in the sky with diamonds e demais tentando viver em paz em tempos de guerra. O romance, tem seu ponto de Romeu e Julieta quando Jude (Jim Sturgees, que Quebrou a Banca), o artista pobretão de Liverpool e Lucy (Evan Rachel Wood, que fez sucesso Aos Treze) a garota americana classe média alta, se apaixonam, mas este é apenas um ponto de conflito da história. O grupo de amigos e músicos se envolve também nos movimentos da contracultura de sua época (meus olhinhos brilham aqui).

O figurino indicado ao Oscar de Melhor figurino em 2008 (perdeu para Elizabeth: The Golden Age) é um destaque a parte. Parece que o filme foi mesmo gravado nos anos 70. A montagem é rápida e dinâmica típica de musicais. o que faz o espectador nem percebeu que o tempo passou enquanto ele cantava uma música e outra.

Independente de gostar de Beatles ou não, de gostar de musicais ou não, o filme já vale só pela reflexão sem cara de lição de moral!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...