segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Caneca Ligeira: Cada um na sua casa (por Julio Chuman)


Apesar de começar a história jogando o espectador já em meio à ação, em uma escolha ousada para os filmes de animação, Cada Um na Sua Casa demonstra seguir bem de perto a cartilha básica de muitos filmes do gênero: personagens fofinhos que seguem uma história recheada de conselhos edificantes.

Mas se tanto os filmes da Pixar como os da Disney conseguem, na maior parte das vezes, rechear esse esqueleto com algo interessante tanto para o público infantil quanto para o adulto, o mesmo não pode ser dito deste aqui. Mesmo que divertidinhos, os protagonistas desse longa são bobinhos demais, descrição que também se encaixa ao filme, que mesmo trazendo algumas interessantes metáforas sobre nossa sociedade (como as constantes lembranças sobre como "nós não nos divertimos”), rapidamente se torna cansativo, mesmo com sua curta duração.





Com uma trilha sonora genérica, com o que de pior que a música pop internacional produz (Rihanna, que também atua na dublagem do filme, Kiesza e Charli XCX), o filme, dirigido pelo experiente Tim Johnson, de Formiguinhaz, acaba sendo uma grande decepção.

Julio Chuman

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...