quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Especial Oscar 2015: Garota Exemplar (Por Roberta Ferreira)


(Gone Girl – 2014)

Hoje vamos falar um pouco sobre o filme Garota Exemplar, que tem direção de David Fincher.

No filme, o personagem de Affleck se vê em apuros quando sua esposa Amy (Rosamund Pike) desaparece sem deixar rastros e sua inocência é duramente questionada pela polícia e pela sociedade em geral.

Garota Exemplar - Gone Girl


Suas mentiras e comportamento suspeito ajudam a desconstruir a imagem do casamento feliz e com isso sua situação bastante complicada começa a se agravar, dando motivos para que a mídia local arme um circo sensacionalista em torno de sua vida.

Acompanhamos o dia-a-dia de Nick Dunne (Affleck) e das pessoas mais próximas a ele, e nos pequenos detalhes dessa rotina podemos identificar alguns questionamentos implícitos: até que ponto nossa desconfiança nos faz responsáveis pela desgraça alheia? De que maneira contribuímos para tornar a vida de um semelhante um inferno?

O roteiro é muito bem construído de forma a prender a atenção do espectador, com reviravoltas brilhantes e momentos de tirar o fôlego. Apesar de ser longo em duração (149 minutos), o filme não é nem de longe cansativo e a tensão se estende a ponto de quem está assistindo não piscar para não perder os detalhes.

Do meio para o final do filme algumas situações levam a questionar a veracidade dos fatos, em seguida são apresentadas as consequências desses fatos na vida dos personagens diretamente envolvidos.

Na minha opinião, no início somos levados a pensar que seria um filme clichê de assassinato misterioso, mas com o passar dos minutos somos agraciados com uma obra prima do suspense. As duas horas em frente à tela valeram cada minuto. A lição que o filme nos ensina: "não acredite em tudo que vê".

Para os amantes de cinema que também são amantes de livros, Garota Exemplar é uma adaptação do livro Gone Girl, de Gillian Flynn. A mesma escritora fez a adaptação para o longa.
O filme é uma boa surpresa na categoria Suspense e concorre ao Oscar desse ano com uma indicação na categoria de Melhor Atriz (Rosamund Pike).
Aprovo e recomendo!

                                                                                   (Roberta Ferreira)


2 comentários:

  1. Concordo que é um bom filme. Mas não interpretei as tais "revira voltas" como tão surpreendentes assim. Mas não consigo explicar meus motivos sem dar spoilers, então =x

    De toda forma. Vale ser assistido.

    ResponderExcluir
  2. Quando comecei a assistir o filme imaginei que seria o tipo de história que podemos prever o final, mas não, como dito as revira voltas nos surpreendem. Gostei de como eles mostraram que nem tudo é o que parece.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...