quinta-feira, 16 de julho de 2015

Cidades de Papel (por Salemme)

Paper Towns (2015)

Muito embora eu tenha assistido Cidades de Papel na estreia, o texto sobe com algum atraso...

Provavelmente os fãs de John Green vão ficar chateados com o post, mas depois de ler quatro obras do autor (incluindo A Culpa é das Estrelas - sucesso de bilheterias e Quem é você Alaska? - em breve nos cinemas) cheguei a conclusão de que ele é a Glória Perez da literatura: ele tem o roteiro pronto, muda uns detalhes, vende zilhões de cópias.



Na adaptação para a telona do livro homônimo, vamos conhecer a história de Quentin (Nat Wolff), um adolescente típico americano, nerd,  já com sua vaga garantida na faculdade e que nutre uma paixão de anos pela vizinha e colega de classe Margô (Cara Delevigne): a menina mais popular da escola.

Certa noite, Margô pula a janela do quarto de Quentin e arrasta ele para uma aventura noturna que ela planejou e no dia seguinte desaparece deixando algumas pistas que o garoto apaixonado começa a seguir desesperadamente na esperança de que ela quer ser encontrada por ele.

Então Quentin e seus amigo inseparáveis Radar (Justice Smith) e Ben (Austin Abrams) que vão ajuda-lo a desvendar as pistas deixadas por Margô e partir em busca de seu resgate, custe o que custar.

A história foi bem adaptada, com alguns detalhes deixados de lado (mas que só fazem falta para quem leu). O filme é divertido e "bonitinho" mas não tem conteúdo, bem como o livro. 

É um filme vazio, sobre um livro vazio.


Salemme

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...