quarta-feira, 17 de junho de 2020

365 dias

Filme: 365 dias (por Salemme)

(365 DNI, 2020)



 

Algumas semanas atrás, li em alguma rede social que seria lançado um filme que prometia ser mais “pesado” que 50 tons de cinza.

Minha desconfiança iniciou com a notícia, já que não é preciso muito para ser mais forte - em termos de cena de sexo - do que 50 tons de cinza que é, no máximo, um filme erótico. (totalmente ao contrário da trilogia de livros que é pornô. Você pode ler mais sobre isso aqui – 50 tons de cinza)

Mas, voltando ao que interessa, o tal filme prometido era 365 Dias, adaptado de um livro Polonês com o mesmo nome (365 DNI) escrito por Blanka Lipinska. Assim que soube disso, fui atrás do livro para ler antes de ver o filme (sim, eu continuo com essa mania de ler antes para ter motivos para reclamar depois) mas tamanha foi minha decepção quando soube que o livro não tinha versão em português e nem em inglês (e, eu não falo polonês...). Por isso, fui direto ao filme mesmo, e...

Se, e somente se, a gente separar apenas as cenas de sexo, de fato é um filme muito mais pesado do que 50 tons de cinza. Ainda que não tenha muitos nus frontais (não dele pelo menos) as tomadas estão muita mais próximas de um filme pornô. São mais “quentes” e mais explicitas. Mas o filme não tem nada mais que se aproveite.

O enredo fraco, descontinuado, sem sentido e que não empolga conta a história de Laura (Anna Maria Sieklucka), que para comemorar seu aniversário faz uma viagem para a Sicília com seu namorado e um casal de amigos. Lá, ela é sequestrada por Massimo (Michele Morrone) , o jovem chefe de uma família mafiosa que pretende fazer Laura se apaixonar por ele em 365 dias com a promessa de deixá-la livre caso isso não aconteça.

A filme é mais uma romantização de abuso, onde nem mesmo a síndrome de Estocolmo é retratada de forma convincente. O final fica em aberto, dando a entender que teremos continuação, duro vai ser ter vontade de assistir...

Na opinião dessa que vos escreve o filme é um desserviço completo.

Pra quem quiser se arriscar, o filme está disponível no NetFlix - depois não digam que eu não avisei – mas, pra quem pretende ver apenas por conta das cenas de sexo, acho que vale mais a pena procurar algum outro pornô.


Salemme

Twitter: @DaniSalemme

Instagram: danisalemme



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...