quinta-feira, 31 de março de 2016

Caneca de Estreias: 31 de Março

Confira as principais Estreias da semana de 31 de Março nos Cinemas!


SE INSCREVE AÍ!                                                             Ver no YouTube


Casamento Grego 2 (My Big Fat Greek Wedding 2) - trailer
O filme mais pop da lista da semana, agora dirigido por Kirk Jones. O primeiro filme da franquia geral conhece como um clássico da sessão da tarde. Eis que o tempo passou pro jovem casal grego e agora eles são pais de uma adolescente sofrendo com os mesmos problemas que eles em se ter uma família grega (que aparentemente se mete bastante na sua vida). Tudo muda quando vovô e vovó gregos descobrem que seu casamento, na verdade, nunca foi oficializado. E então acontece a magia do filme. Pra unir o casal e (se é que isso é possível) unir ainda mais essa família, eles resolvem organizar um novo casamento grego. Dica de comédia (Vamos pegar leve aqui) e de provavelmente risada fácil.



Meu Nome é Ray (About Ray) - trailer
O meu favorito da lista da semana. Nele a Elle Fanning (a caçula da Dakota), aquela que fez a princesa gracinha em Malévola, interpreta um moleque! Na verdade, Ray nasceu menina, mas desde sempre não se identificava com seu gênero, então o garoto resolve fazer uma cirurgia de transgenitalização. Daí vem o plot de filme, como Ray vai ter que encarar a relação com cada um da família. Tem o pai (Tate Donovan, o pai da Marissa) que ignora o fato de que nunca teve uma filha menina. A avó homossexual (Susan Sarandon) que não aceita a ideia, achando que apenas tem "uma neta sapatão (Bum!). E tem a mãe (Naomi Watts, compensando as maldades de Evelyn Johnson) que me fez chorar já no trailer (essa linda!) e é quem faz de tudo pra lidar com a mudança da melhor forma. Então, com direção de Gaby Dellal, pra quem curte levar um lencinho pro cinema, essa é a dica de drama.

Visões do Passado (Backtrack) - trailer
O suspense da semana é dirigido e roteirizado por Michael Petroni. Dessa vez, não tem nem 5 jovens numa cabana testando um jogo velho novo, nem uma família que se muda pra uma casa onde morreu alguém. Em Visões do Passado, Adrien Brody (o tocador de Piano) é um psicologo que após perder tragicamente sua filha de 12 anos resolve tentar esquecer tudo num lugar bem longe e se muda com a esposa pra Austrália. Daí que durante suas próprias sessões de terapia o cara começa a notar ligações estranhas entre as histórias de seus ex cliente e resolve voltar e investigar a coisa toda. Com um trailer cheio de figuras sumindo e aparecendo do nada, e imagens rápidas marcando o climão de sustinho, é a dica de suspense da semana.


Zoom (Zoom) - trailer
Meu outro queridinho da semana é Zoom. Esse filme muito louco de Pedro Morelli, misturador de estilos e estratégias. A historia começa em formato live action com a história de uma cartunista canadense (Alison Pill, não e a Mônica Iozzi). Essa mina escreve um HQ sobre um diretor de cinema, Então, para exibir a historia do HQ o filme usa formato animação. O diretor de cinema (Gael García Bernal) está fazendo um filme sobre uma modelo brasileira (Mariana Ximenes), e nessa parte,  o filme volta pro formato live action. E no meio dessa inception de história, as três começam a se misturar em uma coisa só! Olhando assim talvez possa parecer meio confuso (mas 'ceis já assistiram Valsa com Bachir?) só que juro que o trailer é bastante interessante! Dica de comédia, ou drama, ou animação (ou sei lá), da semana. E se for ver, me chama!

Além destes destaques as estreias incluem mais uns filmes que chamam alguma atenção, como Voando Alto, a biografia do atleta olímpico Eddie Edwards, A Juventude, uma dramédia de Paolo Sorrentino, O Outro Lado do Paraíso, com Eduardo Moscovis, e por aí segue. 

Cris Santana
(@CrisFSantana)

terça-feira, 29 de março de 2016

Um Senhor Estagiário (Por Cris F Santana)

(The Intern - 2015)

Uma jovem mulher que tem uma ideia brilhante de .com de vendas de roupa e em 18 meses tem uma empresa com 220 funcionários. Um senhor na casa dos 70 aposentado após 40 anos de trabalho na mesma empresa e viúvo após 42 anos de casados. O que essas duas pessoas com aparentemente nada em comum estão fazendo no mesmo filme? Fazendo a gente rir!

Um Senhor Estagiário
O estag e a boss
Em Um Senhor Estagiário, dirigido e roteirizado por Nancy Meyers, Anne Hathaway (uma chefe bem melhor que a Diabo que veste Prada) é Jules Ostin, que criou uma empresa de vendas de roupas online que cresceu muito vertiginosamente. Pra cumprir obrigações comunitárias, a empresa de Jules implementa um programa de estagiários idosos, que contrata e emprega senhoras e senhoras aposentados. E é assim que o setentão Ben Whittaker (ninguém menos que Robert De Niro), designado a ser assistente da própria Jules, que a princípio acha a ideia péssima. Daí que o simpaticão Ben, além de conquistar geral no escritório começa a ganhar a chefe com seu jeitão de cavalheiro a moda antiga. 

Mais que uma comédia romântica (até porque, vou nem comentar do marido da mina), o filme é uma comédia inteligente e divertida que mostra uma mulher bastante empoderada (mesmo não exatamente passando em Bachdel, até porque ela é meio que a única mulher no filme) e como simplesmente a experiência de uma pessoa mais velha pode ser útil, ser apaziguadora, até relaxante de alguma forma. 

Minha opinião é bastante suspeita quando falamos de Anne Hathaway, assumo, mas pra aquele fim de semana tranquilo, pra manter o clima leve, ou simplesmente pra quem quer assistir algo fofinho, recomendo.

Cris Santana
(@crisfsantana)

quinta-feira, 24 de março de 2016

Caneca de Estreias: 24 de Março

Confira as principais Estreias da semana de 24 de Março nos Cinemas!



Conspiração e Poder (Truth ) - trailer

Um grupo de jornalistas resolve fazer uma reportagem investigativa sobre um tema polêmico que pode afetar a vida de muitos americanos (não, não é uma continuação de Spotlight). Em Conspiração e Poder, dirigido por James Vanderbilt (estreando na função),  Mary Papes (Cate Blanchett, essa Carol) é uma produtora da CBS News ela e o âncora do jornal suspeitaram que o então candidato a presidência George W. Bush tinha usado amizades especiais para obter alguns privilégios e fugir do front na guerra do Vietnã (saudades ufanismo americano pra ele). Claro que botar isso no ar inicia quase uma guerra. De um lado os partidários do Bush usando todos os argumentos possíveis para desacreditar os documentos, e do outro os adversários e os jornalistas. Talvez já dê pra saber quem levou a melhor pelas aulas de história contemporânea. Pra quem curte histórias de dramas reais, filmes investigativos, ou só quer ver Cate Blanchett, é a dica. 


Batman vs Superman - A Origem da Justiça (Batman v Superman: Dawn of Justice) - trailer

Sem dúvidas,o hype da semana é o, aguardando por onze entre dez nerds, Batman vs Superman. No filme com direção de Zack Snyder (mesmo cara de O Homem de Aço), depois de o Homem de Aço (Henry Cavill) ter quebrado umas partes a mais de cidade na função de super herói, surge um climão estranho no planeta. Uma parte do povo ainda acredita que ele seja um herói, mas outra parte começa a ter medo do extraterrestre perder o controle a acabar destruindo a Terra. Então, o playboy mais maneiro de Gotham City, o Batman (Ben Affleck) resolve apoiar o lado dos anti-kriptonianos. Tá iniciada aí uma boa briga: o cara com mais poderes neste planeta contra o cara com todo o poder que a grana pode comprar. Claro que, as chandes de enquanto os caras grandes brigam outro vilão aproveitar a distração pra juntar forças, são altíssima. O filme também marca a aparição nos cinemas de outras figuras da DC, Mulher Maravilha (Gal Gadot), Aquaman (Jason Momoa) e Flash (Ezra Miller), além de Amy Adams como Louis e Jesse Eisenberg como Lex Luthor. É a super dica da de filme de heróis da semana. Se for ver, e ainda tiver ingresso, me chama!

Cris Santana
(@crisfsantana)




terça-feira, 22 de março de 2016

As Sufragistas (Por Cris F Santana)


Sufrágio: Processo de escolha por votação; eleição (fonte: tio google).

Entre os principais movimentos feministas que marcaram seu nome na história, as sufragistas, foram mulheres, do Reino Unido do início do século XX, que resolveram lutar, com força física se fosse preciso, pelo seu direto a voto. E essas são as mulheres retratadas no filme As Sufragistas, com roteiro de Abi Morgan (de A Dama de Ferro) e direção da jovem Sarah Gavron.

As Sufragistas
Mulheres de Fibra
Cansadas de tentar conseguir o direito ao voto de forma pacífica e sem sucesso, o grupo de mulheres WSPU (União Social e Política das Mulheres) resolve então chamar atenção. Seja quebrando vitrines ou explodindo propriedades (em construção) do rei da Inglaterra, qualquer que fosse o meio necessário para adquirir respeito. O filme retrata de maneira dilacerante a vida de personagens fictícias baseadas em mulheres reais. Tudo acontece em torna da história de Maud Watts (Carey Mulligan) a moça trabalhava numa lavanderia desde sempre (e ganhando um terço do salário de um homem no mesmo serviço), ela se envolve com o movimento meio sem querer e acaba se tornando uma das maiores ativistas e entusiastas. Maud e as demais mulheres do movimento são mulheres inspiradoras e cativantes. Vale destacar a presença no filme das líderes Edith Ellyn (Helena Bonham Carter, a mulher que matou Sirius Black) personagem inspirada em duas mulheres reais Edith New e Edith Margaret Garrud, duas militantes faca na bota, a primeira, inclusive, conhecida pelas aulas de defesa pessoal que ministrava para as mulheres do movimento, e Emmeline Pankhurst (Meryl Streep) que existiu de verdade e fundou a WSPU. Entre mais outras tantas mulheres interpretadas de forma emocionante por outras atrizes brilhantes. O pecado do filme, no entanto, é não mostrar a diversidade do movimento, que contava principalmente com muitas mulheres indianas, entra outras não representadas na tela.

Respeita as Mina!
É marcante a quantidade de vezes em que nos pegamos revoltados com os abusos e violências as quais estas mulheres eram submetidas. Maridos que as tratavam como propriedade privada, chefes abusadores, políticos debochados, autoridades abusivas e arbitrárias. É chocante ver como para os homens parecia totalmente absurdo, irrelevante e desnecessário considerar dar às mulheres o direito ao voto. E após todo um filme cheio de momentos doloridos, ainda somos apresentados, ao final, à informações ainda mais perturbadores sobre os diretos das mulheres ao voto ao redor do mundo. 

O mais triste de tudo isso?! Saber, e saber na pele, que mais de 120 anos depois, apenas com algumas mudanças de contexto, as mulheres ainda passam pelos mesmos abusos e humilhações em busca de direitos básicos e igualdade de gênero.

Como uma aula de dignidade e história, ou como um ótimo filme. Recomendo fortemente.

Respeita as minas!

Cris Santana
(@crisfsantana)

domingo, 20 de março de 2016

Convergente (por Salemme)


Há dois dias estou tentando escrever sobre Convergente. E eu quase desisti. Mas, vamos tentar...

No filme que fecha a trilogia (ou não, porque o livro foi dividido em dois ainda que não tenha conteúdo para isso), Tris (Shailene Woodley), Quatro (Theo James), Peter (Miles Teller), Cristina  (Zoe Kravitz)e Caleb (Ansel Elgort) cruzam o muro que, segundo a mensagem recebida no final de Insurgente, os mantinha num experimento.




Do outro lado, encontram um mundo bem destruído e também uma “base”, construída num aeroporto, onde ficam as pessoas que controlam a experiência genética da qual eles faziam parte. Com aparelhagens e sistemas de última linha eles acolhem o quinteto a fim de explicar pra eles de que tudo se trata afinal. Passado algum tempo, Tris descobre que David (Jeff Daniels) o diretor da pesquisa, não é quem ela pensava e aí vai tentar salvar a cidade onde nasceu e cresceu, fazendo jus ao fato de ser a heroína do filme.

Pra quem não leu, o filme deve ser muito bom. A montagem é muito boa, efeitos especiais muito bem feitos e uma história que até parece coerente.

Para quem leu, como eu, não sabemos em que história esse filme foi baseado, certamente não foi no livro Convergente.

Salemme
@DaniSalemme

quinta-feira, 17 de março de 2016

Caneca de Estreias: 17 de Março

Confira as principais Estreias da semana de 17 de Março nos Cinemas!



A Linguagem do Coração (Marie Heurtin) - trailer

Quanto tempo vocês aguentam ficar com olhos e ouvidos tampados? Pouco, não é?! Então, agora imagine alguém que nasceu assim!? Baseado numa história real (real!) o filme francês dirigido e roteirizado por Jean-Pierre Améris, conta a história de  Marie Heurtin (Ariana Rivoire). A moça nasceu cega e surda e até a adolescência viveu isolada no seu mundinho particular. Seu papai, então, envia a menina para um internato, desses em convento de freiras. E lá uma das freiras, Marie Margueritte (Isabelle Carré) decide ensinar a mina a se comunicar. Logo de cara, o drama-biográfico já promete uma história forte. Pra quem curte um drama, uma história de mulheres fortes ou tá afim de gastar lencinhos, é a dica da semana.


Ressurreição (Risen) - trailer

Se tem um livro que eu tenho vontade de um dia ler inteiro e conhecer no detalhe cada uma das suas histórias, esse livro é a bíblia. No velho testamento então, na parte do livro onde Deus toda hora se chateava com o povo e mandava ver nos botões de diluvio, praga, desgraças e afins. Mas.. Ressurreição foca mesmo na história de um cara que geral conhece bem: Jesus. Só que sem muita participação do cara em si (já que é a parte pós morte). O filme dirigido e roteirizado por Kevin Reynolds é, na real, a história de um soldado (Joseph Fiennes) do Pôncio Pilatos (aquele que condenou Gzus à cruz e liberou o Barrabás) que é mandado pra Jerusalém pra investigar os boatos que o homem ressuscitou. Claro que o soldado é do tipo cético e agnóstico pra dar aquele tom de revelação divina e tal, coisa que os apóstolos e Maria Mada vão, provavelmente, dar um jeito de ajudar o homem a ver. Fica a dica então pra que curte uma historia religiosa, ou de império romano, ou de solados romanos descendo a espada, ou de milagres, ou isso aí.


Zootopia: Essa Cidade é o Bicho (Zootopia) - trailer

E pra fechar com forma descontração, hora de brincar de suspensão de realidade! Nesta animação Disney, dos mesmos criadores de Frozen e Operação Big Hero, Judy é uma coelhinha herdeira de uma ótima fazenda de cenouras. Mas a coelha tem sonhos muito diferentes da fazenda, ela quer ser policial em Zootopia, a cidade onde todos os animais vivem em harmonia! Claro que como toda boa garota galgando seu lugar no mundo, ela vai enfrentar o preconceito e a manipulação dos outros animais (!) A vantagem pra coelhinha é que ela tem a ajuda de outro policial raposa (bem raposa mesmo). E tem umas preguiças sensacionais, também! Dica de cinema leve da semana (ou não). E esse, se for ver, me chama!



Cris Santana
(@crisfsantana)

quinta-feira, 10 de março de 2016

Caneca de Estreias: 10 de Março

Confira as principais Estreias da semana de 10 de Março nos Cinemas!



A Série Divergente: Convergente (The Divergent Series: Allegiant) - trailer
A estreia mais pop da semana é o terceiro filme da da sequência alternativa de Hunger Games.. Mentira, a Tris é muito mais bad ass que a Katniss (me desculpem Hunger-fans). Mas veja bem! Estou falando das personagens! Não das atrizes nem da história! (até porque uma tem Oscar..). Então, o filme é a continuação da sequência: Divergente, Insurgente, agora Convergente. Pra que não lembra do fim do último filme os caras encontraram a mensagem da Edith Prior contando que eles moram numa experiência científica-psicológica e tal. Então, Tris, Quatro e companhia vão romper os limites dos muros da cidade. Do lado de fora, eles encontram (ou são encontrados pel)os cientistas que planejaram todo o rolê. E.. Como li o livro, melhor não falar mais, antes de que dê spoilers. Esse  devia ser o último filme, já que são três livros. Mas né?! Obvio que os produtores quebraram o segundo livro no meio e ainda tem o Ascendente vindo por aí.. Essa é a dica de ação da semana! E quem não viu os dois primeiros, recomendamos!


Tudo Vai Ficar Bem (Every Thing Will Be Fine) - trailer
O que esperar de um filme cujo o nome é uma frase que as pessoas te dizem sempre que tudo dá ruim?! Pois é.. Mais um filme pesado. James Franco (o amigo chato do amigão da vizinhança que arranca a mão fora ser for preciso) interpreta um escritor aspirante que, depois de brigar com a namorada, sai bravinho com seu carro por aí. E claro que, acontece um acidente. O cara acaba atropelando e matando uma criança. .. Como viver com isso na consciência?! Esse é o plot do drama que também tem Rachel McAdams (que concorreu ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por Spotlight) e é dirigido por Wim Wenders (que fez o Sal da Terra).




Cris F Santana
(@CrisFSantana)

quinta-feira, 3 de março de 2016

Caneca de Estreias: 3 de Março

Confira as principais Estreias da semana de 3 de Março nos Cinemas!



Cinquenta tons de preto (Fifty Shades Of Black) - trailer
Sabe cinquenta tons de cinza?! (Eu sei que você sabe...). Cinquenta tons de cinza é o livro que virou febre entre a mulherada uns anos atrás com um galã milionário sedutor e uma mocinha estudante seduzida. O que tem de diferente? Só que o cara é chegado nuns bondage (google isso com cuidado!) e nuns brinquedos diferentes, e quer que moça assine um contratinho de submissão sexual pra brincar com ele. Claro que a história não rola como ele queria e assim segue o plot da menina Anna Steel. Daí, que os caras pegaram esta história, trocaram o Chris Grey por um Chris Black e.. Temos a "As Branquelização" da historia! Pra você que tá pensando "Mas isso aí é mais um besteirol americano.." Deve ser mesmo! Mas vai dizer que você nunca riu com nenhum Todo Mundo em Panico? Se não riu, devia se permitir um pouquinho. Pra quem tá afim de uma descontração, fica a dica! O filme é de Michael Tiddes (De Inatividade Paranormal, pense como é!?) com Marlon Wayans (A Branquela que só se dá mal) no papel de Christian e Kali Hawk como Hannah.


Kung Fu panda 3 (Kung Fu panda 3) - trailer

Vocês lembram que o pandinha Po era órfão?! Pois então, o papai dele apareceu! Veio levar ela pra uma festinha de família com a tribo panda do alto da colina. De repente o panda descobre que existem mais um monte de outros pandas no mundo (e o cara nunca tinha visto outro panda!). E no meio de disso tudo, aparece um vilão novo. O Pandão tem então que chamar sua galera, os outros animais lutadores de kung fu, pra dar conta do rolê! A animação tem os mesmo roteiristas dos primeiros da franquia, Jonathan Aibel e Glenn Berger, mas novamente não repete os diretores, que dessa vez são Alessandro Carloni e Jennifer Yuh. Dica de Cinema pra quem vai aproveitar o fim de semana com a gurizada!


Um homem entre gigantes (Concussion) - trailer
Agora é a parte séria da coluna. No novo filme de Will Smith é o médico patologista Bennet Omalu,  que diagnostica uma doença grave em um jogador de futebol americano. O médico começa a investigar os sintomas em outras jogadores e descobre que o problema é muito mais comum entre os atletas do que se imaginava. Claro que não vai ser fácil denunciar os casos pro mundo já que isso prejudica a Liga Nacional de Futebol Americano, a poderosinha NFL (Pense que esses caras devem ter mais poder nas mídias que Glo a emissora de maior audiência aqui do Brasil). O filme, dirigido por Peter Landesman (e roteirizado também) é baseado numa história real (sim, os caras tão dando muita cabeçada mesmo), e parece bastante interessante. Essa é a dica da Caneca pra galera do drama!



Cris F Santana
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...