segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Especial Oscar 2016: Os Premiados!

A noite mais esperada do ano no Cinema chegou! Alguns favoritos se confirmaram, outros surpreenderam negativamente. Mas no geral, o resultado final do Oscar 2016 deixou todos na Caneca felizes! O apresentador da noite Chris Rock pontuou a festa com piadas sobre/para negros, evidenciando uma tentativa de deixar bem humorada a falta de negros indicados ao Oscar (tentativa mesmo). Seu longo discurso inicial foi o único que apresentou algumas frases realmente posicionadas sobre o assunto (algumas).


O Regresso, que tinha 12 indicações, levou pra casa apenas três, as três que todos já imaginavam, aliás, Fotografia, Direção para Iñarritu e o tão esperada, ovacionada e comentado Oscar de Melhor Ator para Leonardo DiCaprio (R.I.P. Memes). Para um filme feito nos moldes de ganhar prêmios, este teve uma noite bem fraca. Ao contrário de Mad Max Estrada da Fúria (esse filme f##a) que venceu 6 das suas 10 indicações, levando a maioria dos prêmios técnicos (saudades pro Star Wars) e Ex Machina surpreendeu em Efeitos Visuais (saudades Star Wars, mesmo). O diferencial de ter que bolar uma "moda" para uma era que ainda não existe rendeu até a estatueta de Melhor Figurino pro filme. Brie Larson (O Quarto de Jack) e Alicia Vikander (A Garota Dinamarquesa) confirmaram o favoritismo a Atriz e Atriz Coadjuvante. Mas muitos se surpreenderam com Mark Rylance vencendo a categoria Ator Coadjuvante (não quem assistiu o vídeo de Apostas da Caneca!). E por fim, o vencedor da Categoria principal, Melhor Filme, foi Spotlight, e sua chocante história escancarando a Igreja Católica, mais uma aposta confirmada da Caneca. 

Confira a lista completa destacando os Vencedores:

         Melhor Filme:
Spotlight
Melhor Filme
- Spotlight =D 
- A Grande Aposta
- Ponte dos Espiões
- Brooklyn
- Mad Max: Estrada da Fúria
- Perdido em Marte
- O Regresso
- O quarto de Jack

          Melhor diretor
Alejandro G. Iñárritu (O Regresso) =P
Tom McCarthy (Spotlight)
George Miller (Mad Max: A estrada da Fúria)
Adam McKay (A Grande Aposta)
Lenny Abrahamson (O quarto de Jack)

          Melhor ator
Leonardo DiCaprio (O regresso) *-*
- Bryan Cranston (Trumbo)
- Matt Damon (Perdido em marte)
- Michael Fassbender (Steve Jobs)
- Eddie Redmayne (A Garota Dinamarquesa)

          Melhor atriz
Brie Larson (O quarto de Jack) =)
Room - Brie Larson
Melhor Atriz (e podia ser o melhor Ator)
- Cate Blanchett (Carol)
- Jennifer Lawrence (Joy)
- Charlotte Rampling (45 anos)
- Saoirse Ronan (Brooklyn)

          Melhor filme estrangeiro
- O filho de Saul (Hungria) =x
- Embrace of the Serpent (Colômbia)
- Cinco graças (França)
- Theeb (Jordânia)
- A war (Dinamarca)

          Melhor animação
Divertida mente *--*
- Anomalisa
- O menino e o Mundo (não foi dessa vez, Brasil)
- Shaun, o carneiro
- Quando estou com Marnie

          Melhor trilha sonora
- Ennio Morricone (Os 8 odiados)  =D
- Thomas Newman (Ponte dos Espiões)
- Carter Burwell (Carol)
- Jóhann Jóhannson (Sicario)
- John Williams (Star Wars O Despertar da Força)

          Melhor roteiro adaptado
- Charles Randolph and Adam McKay (A Grande Aposta) =z
- Nick Hornby (Brooklyn)
- Phyllis Nagy (Carol)
- Drew Goddard (Perdido em Marte)
- Emma Donoghue (O quarto de Jack)

          Melhor roteiro original
- Josh Singer & Tom McCarthy (Spotlight) =D
- Matt Charman and Ethan Coen & Joel Coen (Ponte dos Espiões)
- Alex Garland (Ex Machina)
- Pete Docter, Meg LeFauve, Josh Cooley (Divertida mente)
- Jonathan Herman and Andrea Berloff (Straight Outta Compton)

          Melhor design de produção
Mad Max: Estrada da Fúria =D
Mad Max Estra da Fúria
Colecionador de Oscars
- Ponte dos Espiões
- A garota dinamarquesa
- Perdido em Marte
- O Regresso

          Melhor fotografia
- Emmanuel Lubezki (O Regresso) =P
- Ed Lachman (Carol)
- Robert Richardson (Os 8 Odiados)
- John Seale (Mad Max: Estrada da Fúria)
- Roger Deakins (Sicario)

          Melhor figurino
- Jenny Beavan (Mad Max: Estrada da Fúria) =D
- Sandy Powell (Carol)
- Sandy Powell (Cinderela)
- Paco Delgado (A garota Dinamarquesa)
- Jacqueline West (O Regresso)

          Melhores efeitos visuais
- Ex Machina =x
- Mad Max: Estrada da Fúria
- Perdido em Marte
- O Regresso
- Star Wars O Despertar da Força

          Melhor montagem
Mad Max: Estrada da Fúria =D
Alicia Vikander - A Garota Dinamarquesa
Coadjuvante? 
- Christian Bale (A Grande Aposta)
- Tom Hardy (O Regresso)
- Mark Ruffalo (Spotlight)
- Sylvester Stallone (Creed - Nascido para Lutar)

          Melhor mixagem de som
Mad Max: Estrada da Fúria =D
Ponte dos Espiões

          Melhor edição de som
- Mark Mangini e David White (Mad Max: Estrada da Fúria) =D
- Oliver Tarney (Perdido em Marte)
- Martin Hernandez e Lon Bender (O Regresso)
- Alan Robert Murray (Sicario)
- Matthew Wood e David Acord (Star Wars O Despertar da Força)

          Melhor curta de animação
- Bear Story 
- Prologue
- Sanjay's Super Team
- We can't live without Cosmos
- World of tomorrow

          Melhor curta de live action
- Stutterer
- Ave Maria
- Day one
- Everything will be okay (Alles Wird Gut)
- Shok

          Melhor cabelo e maquiagem
- Mad Max: Estrada da Fúria =D
- The 100-year-old man who climbed out the window and disappeared
- O Regresso

          Melhor documentário
- Amy
- Cartel Land
- The look of silence
- What happened, Miss Simone?
- Winter on fire: Ukraine's Fight for Freedom

          Melhor documentário de curta-metragem
- A Girl in the River: The Price of forgiveness
- Body team 12
- Chau, beyond the lines
- Claude Lanzmann: Spectres of the Shoah
- Last day of freedom

          Melhor canção original
- Writing's on the wall por Sam Smith (007 contra Spectre)
- Earned it por The Weeknd (Cinquenta tons de cinza)
- Manta Ray por J. Ralph & Antony (Racing extinction)
- Simple song #3 por Sumi Jo e Viktoria Mullova (Youth)
- Til it happens to you por Lady Gaga (The hunting ground)


A Equipe C de Caneca encerra feliz seu Especial Oscar 2016. Particularmente em meu nome, agradeço a todos que interagiram com a gente durante este período, a todos os colaboradores da Caneca e seus ótimos textos e especialmente aos que participaram da Cobertura especial Oscar 2016. E bora ver filme que o Ano do Cinema tá só começando! =D

Cris F Santana


Perdemos o Leo, mas ganhamos a Glória!

domingo, 28 de fevereiro de 2016

Caneca Listada: Oscar 2016

Saiba mais sobre os Filmes indicados e premiados no Oscar 2016:

Spotlight
Melhor Filme!
O Regresso (12 indicações e 3 estatuetas)
Mad Max: Estrada da Fúria (10 indicações e 6 estatuetas)
Perdido em Marte (7 indicações)
Spotlight (6 indicações e 2 estatueta, incluindo Melhor Filme)
Ponte dos Espiões (6 indicações e 1 estatueta)
Mad Max
Grande Vencedor da Noite!
Carol (6 indicações)
Star Wars O Despertar da Força (5 indicações)
A Grande Aposta (5 indicações e 1 estatueta)
- O quarto de Jack (4 indicações e 1 estatueta)
- A Garota Dinamarquesa (4 indicações 1 estatueta)
Os 8 Odiados (3 indicações e 1 estatueta)
Brooklyn (3 indicações)
- Divertida mente (2 indicações e 1 estatueta)
Steve Jobs (2 indicações)
- Cinderela (1 indicação)
- Creed - Nascido para Lutar (1 indicação)

Confira a lista completa dos premiados AQUI!

sábado, 27 de fevereiro de 2016

Caneca Especial de Apostas: OSCAR 2016!

Conheça agora as apostas dos Canequeiros para as principais categorias do Oscar 2016!




Comentamos sobre os concorrentes, quem gostaríamos que fossem os vencedores e quem achamos que realmente a Academia vai premiar com a tão esperada estatueta dourada. Porque sabe como é?! A gente entende muito de cinema! =D


E não deixem de participar da nossa Promoção Maratona Oscar 2016 e concorrer a uma camiseta bonitona do C de Caneca!

Camisetas C de Caneca

CLIQUE AQUI E PARTICIPE


Equipe C de Caneca




quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Caneca de Prêmios: Promoção Maratona Oscar 2016

As votações estão encerradas! 

Agora é torcer pelos seus favoritos e aguardar os resultados para saber quem leva a Camiseta do C de Caneca! A Equipe da Caneca deseja boa sorte a todos que participaram! E pra quem não conseguiu, pode ficar de olho que logo mais teremos novas promoções bacanas no bloguinho!

O grande vencedor da Maratona Oscar 2016 será divulgado na nossa PÁGINA NO FACEBOOK! E não deixe de acompanhar a cobertura do Oscar com a Caneca pelo Twitter @CdeCaneca ! :D 

Equipe C de Caneca.


Caneca de Estreias: 25 de Feveriro


Confira as principais Estreias da semana de 25 de Fevereiro nos Cinemas!





Boa noite, mamãe (Ich seh ich seh) - trailer
Uma família feliz morando em uma casinha de fazenda em meio a plantações de milho. Até que mamãe passa uma temporada longe de casa por conta de algumas cirurgias plásticas, e quando ela volta, os guris gêmeos de nove anos não a reconhecem mais como sua mãe. Em meio a cenas de tensão, correria no meio do milharal, cavernas de esqueletos, uma mãe com o rosto coberto de ataduras ao estilo a pele que habito e moleques com estilete na mão, a verdade é que sinopse e trailer não dão muitas dicas de quem é quem nessa história. Algo entre suspense de espíritos ou garotos enlouquecidos, ou um terror bizarro, só assistindo pra saber. Existe algo nos filmes austríacos que sempre me desperta curiosidade. Quem for ver, me conta depois o que achou.



Como ser solteira (How To Be Single) - trailer
Tá aí uma comédia com um plot interessante. Uma moça cujo relacionamento acabou de acabar, recebe ajuda de uma amiga pra voltar a ativa. A amiga, uma mulher de formato bem diferente dos padrões babacas de beleza impostos pela sociedade, faz um sucesso incrível e divertido com os homens. Enquanto a mocinha, toda dentro dos tais padrões só se dá mal. O filme parece ser recheado de piadas escrachadas e muito apelo sexual, ("No penis shall pass!"), por mais apelativo que possa ser, é difícil não rir de Rebel Wilson nem um pouquinho. A mensagem que o filme passa no trailer ótima, "Mulher, o que faz você bonita é o quanto você se acha maravilhosa!". E espero muito que o roteiro final não transforme a história numa comédia romântica comum (dessas em que pra ser feliz de verdade a moça precisa achar o príncipe e tal..). Pra rir com piadas bobas fáceis, fica essa recomendação.


Deuses do Egito (Gods of Egypt) - trailer
Então.. Sim, quando eu começo com então é porque eu tô pensando como falar de algo que parece definitivamente bizarro. Antigo Egito, um moço fortão, Gerard Butler (habituado ao figurino desde 300) tá afim de dominar a porra terra toda, então ele desafia um Deus pra uma luta e rouba os olhos dele, assim,  passa a comandar todo Egito e transforma o governo numa tirania (quem diria?!). Daí, surge um mortal, um magrelinho desses mais esperto e engraçado do que forte e poderoso, que aparentemente pra impressionar uma garota (homens..) resolve o que?! Salvar o Egito! O rapaz vai lá, rouba o olho do Deus, devolve pra ele e juntos eles precisam derrotar o malvadão e salvar a nação. É isso aí! Pra quem está procurando um filme.. Um filme.. Enfim, a escolha é de vocês!

Orgulho e Preconceito e Zumbis (Pride and Prejudice and Zombies) - trailer
Esse sim é um filme trahs que a gente se orgulha disso! Que a o livro de Jane Austen (essa diva que escreveu essa puta história, lá num tempo que mulheres eram criadas pra, no máximo, cuidar do lar) já redeu muita historia, vários filmes, peças e até musical com as músicas de Chitãozinho e Xororó, e sempre fica muito bom, a gente já acostumou. Agora como é que ninguém pensou em colocar zumbis no meio antes?! Se você estava em Marte, ou é odiador de filmes de época, Orgulho e Preconceito se passa no sec XIX, tem uma mocinha de origens humildes colocando um rapaz de posses no seu devido lugar. Nessa versão da história rola uma praga misteriosa espalhando zumbis para todos os lados. Daí que a Beth dessa versão, além de moça espevitada, anda manja muito dos paranauê das artes marciais, das facas e das espadas! Tá poderosa! E o Darcy, bem, continua sendo o mocinho. E eles vão ter que lidar com os mortos-vivos todos. Pra quem curte os filmes de zumbis, as historias inspiradas em clássico, ou só tá afim de revirar o estômago rir, é a recomendação! E esse, me chama!


Essa semana tá lotada de estreias, parece que geral resolveu que na quinta pré Oscar era o melhor dia pra lançar filme, ainda posso destacar, pelo menos mais dois: Presságios de um Crime, com Anthony Hopkins, auxilando a resolver um crime bem estranho e Amor em Sampa cinco diferentes historias de amor na Terra da Garoa. Mas se ficar muito grande dá preguiça de ler, não é?! Então quem assistir, comenta, e se gostar,  recomenda!

Cris F Santana

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Especial Oscar 2016: O Quarto de Jack (por Salemme)


Quando soube que o livro Quarto da Emma Donoghue iria virar filme já comecei a ficar ansiosa. Essa história está no meu top 10 de leitura, eu devorei as páginas quando li, achei fascinante, intrigante e pesado, muito pesado.

Fui ao cinema cheia de expectativa (como sempre que vou ver adaptação de algo que já li) e, incrivelmente saí do cinema muito satisfeita com o filme. (incrivelmente porque eu sou aquela chata que reclama de praticamente todas as adaptações e que queria proibir a licença poética).

A história é narrada por Jack (Jacob Tremblay), um garotinho de 5 anos que conta como é sua vida no Quarto, o único mundo que ele conhece. Jack nasceu no Quarto, e vive lá com sua mãe (Brie Larson) que lhe ensina tudo: ler, escrever, brincar... Eles praticam exercícios e assistem TV, o aparelho que mostra como são as coisas fora do planeta.

Uma das melhores cenas do Jack... Esse olhar....


Mas, Jack está crescendo e o que descobrimos é que e Joy (sua mãe) é vítima de sequestro não aguenta mais a vida que há sete anos vive no Quarto sob os abusos de Old Nick (Sean Bridgers). Ela decide que é hora de tentar escapar. O plano é mirabolante (e falho) e conta com uma postura exemplar de Jack, mas acaba por dar certo... E aí... a readaptação ao mundo novo.


O filme é intenso e muito tocante. O amor incondicional de mãe, as loucuras e milagres de que ele é capaz. A visão de uma criança inocente sobre um mundo totalmente novo, o enredo é emocionante.



O Quarto de Jack está indicado à quatro categorias do Oscar no próximo Domingo: Melhor Filme (na minha opinião não leva), Melhor Atriz para Brie Larson (merecidíssimo se levar), Melhor Diretor para Lenny Abrahamsom (não acho que leva) e Melhor Roteiro Adaptado (hum... não sei).

Na real, eu deixaria o Leozito sem estatueta de novo e daria o de Melhor Ator para Jacob Tremblay, o garoto está impecável!

Veja o filme. Leia o livro.

Salemme
@DaniSalemme

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Especial Oscar 2016: Steve Jobs (por Dani Salemme)

(Steve Jobs - 2015)

Eu não costumo gostar de ler biografias (com exceção para a do Michael J. Fox e Abílio Diniz, que achei sensacionais), normalmente elas não me atraem. Mas Steve Jobs me fez descobrir que com filmes pode ser diferente! A história nos leva para três momentos de extrema importância para Jobs (Michael Fassbender): o lançamento do Macintosh, da empresa NeXT e do retorno triunfal para a Apple (essa maçã mordida que custa rios de dinheiro) com o lançamento do iMac.



O filme, do diretor Danny Boyle, mescla alguns flashes do passado no meio das cenas, achei a jogada muito interessante para entender algumas discussões acaloradas que Jobs tem durante sua carreira. Sempre ao lado do seu braço direito Joanna Hoffman (Kate Winslet) – aquela que não salvou o Léo no naufrágio sendo que tinha espaço na tábua – Steve vai galgando os degraus do sucesso usando os tropeções para levantar cada vez melhor.

Em paralelo com a ascensão na carreira, o filme mostra um drama familiar de Jobs, a filha que ele se recusou a reconhecer como sua, mas que conquista seu coração e tem grande participação no sucesso do pai.

É bastante interessante história do pai da Apple, onde começou, as ideias revolucionárias para a época e a coragem de enfrentar todos os que achavam suas ideias “fora da casinha”, Jobs era um gênio. (E era muito chato e prepotente também... uma decepção pessoal pra mim que imaginava ele um cara super descolado...).




Steve Jobs está indicado a duas estatuetas no Oscar 2016: Melhor ator para Fassbender e melhor atriz coadjuvante para Winslet.

Meu palpite: Muito embora a atuação de Fassbender esteja fantástica não vai levar (eu realmente acho que vai ser o DiCaprio porque né...) mas a Kate... me deixou em dúvida quando minha torcida já era toda para Jennifer Jason Leigh (Os Oito Odiados)... vamos aguardar!

E, recomendo!


Salemme
(@DaniSalemme)












quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Caneca de Estreias: 18 de Fevereiro


Confira as principais Estreias da semana de 18 de Fevereiro nos Cinemas!




13 Horas - Os Soldados Secretos de Benghazi (13 Hours: The Secret Soldiers of Benghazi) - trailer

Parece que não tem filme leve estreando essa semana. O primeiro destaque da semana é uma história de guerra real! Apesar de não ter nomes muito conhecidos em cena, o diretor do longa é apenas Michael Bay. É, o cara que dirigiu todos os Transformers, Os Bad Boys, Armagedon, Pearl Harbor, A Ilha.. Ou seja, filmes pra tudo quanto é gosto. Em 13 Horas é a vez do drama real.  O longa conta a história de um grupo de seis soldados privados (é o que tá escrito na sinopse, não manjo da hierarquia militar americana) que trabalham num complexo da CIA em Benghazi, na Líbia, em 2012. No aniversário dos atentados de 11 de setembro, eles precisaram defender um posto diplomático que recebe a visita de um embaixador americano, e que, obviamente (obviamente óbvio), será um alvo de terroristas. Parece bastante interessante, destes filmes cheios de silêncio empoeirado, pré/pós explosão que deixam a gente tenso esperando o próximo barulho. Sim, quero ver!


Horas Decisivas (The Finest Hours) - trailer

O segundo filme da semana é Disney fazendo drama adulto (pausa para parada mental). Dirigido por Craig Gillespie, e estrelando Chris Pine (o xará dos olhos azuis mais profundos de Hollywood), Casey Affleck (Que apesar de ser o caçula do Ben, é mesmo a cara de Kayke Britto) e Ben Foster o filme não tem lá um trailer muito explicativo, mas a história, mais uma baseada em fatos reais, aconteceu em 1952, quando uma grande nevasca levou uma plataforma de petróleo a se rachar, lançando 84 tripulantes ao mar. Enquanto a tempestade dificultava a sobrevivência do grupo, a equipe dos super guardas costeiros tentava resgatar as vítimas. E a noiva do chefa da equipe se desesperava na Costa. Filmes baseados em fatos reais parecem ser tendência, né?! Ou era só todo mundo tentando uma boquinha no Oscar, já que lá os reais são maioria esmagadora.

O Quarto de Jack (Room) - trailer

E por fim, o grande destaque da semana, o indicado a quatro estatuetas no Oscar 2016, entre elas a de Melhor Filme e a de Melhor Atriz (essa vem ganhando todos os outros prêmios por aí). No filme de Lenny Abrahamson, Joy (Brie Larson, a provável vencedora do Oscar) e seu filho Jack (Jacob Tremblay) vivem isolados em um quarto. O único contato que ambos têm com o mundo exterior é a visita periódica do Velho Nick (Sean Bridgers), que, na verdade, os mantém em cativeiro. A mãe cria um mundo imaginário para o garoto, onde tudo que existe, é o que existe ali. Joy faz o possível para tornar suportável a vida no local,  mas não vê a hora de deixá-lo. Pra isso, elabora um plano em que, com a ajuda do filho, poderá enganar Nick e retornar à realidade. Tenho vontade de chorar vendo o trailer desse filme! Vou precisar levar soro fisiológico pra sessão, pra já ir me reidratando. Mas esse filme, não perco por nada.

Cris F Santana
( @CrisFSantana )

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Especial Oscar 2016: Spotlight – Segredos Revelados (Por Cris F Santana e Salemme)

(Spotlight - 2015)

O mais impressionante desse filme, não é o filme, é saber que ele é baseado em fatos reais.

Em 2001 um departamento especializado em jornalismo investigativo do jornal Boston Globe recebe de Marty Baron (Liev Schreiber, O Fera) o novo chefão do jornal a missão de investigar alguns casos de pedofilia e descobrem uma rede de crimes de padres pedófilos acobertados pelo cardeal da igreja católica que abafa tudo, auxiliado por um regime jurídico corrupto e advogados oportunistas.



Coordenados por “Robbie” (Michael Keaton, sem voar dessa vez) os jornalistas Sacha Pfeiffer (Rachel McAdams), Mike Rezendes (Mark Rufalo) e Matt Carrol (Brian d'Arcy James, o mais avulso da história) vão em busca de saber a obscura verdade por trás das igrejas e de seus representantes.  A cada passo que avançam nas pesquisas vão se tornando mais “revoltados” com o que encontram e querem ir ainda mais fundo e desmascarar os responsáveis por essa rede de abuso sexual. Fora do filme, esta investigação recebeu o Prémio Pulitzer de Serviço Público em 2003.

O filme é bastante falado e parado até. Ainda assim prende muito a atenção, a história e envolvente (e revoltante) e segura os olhos grudados na tela até o final. O longa não é apenas baseado em fatos reais, são fatos que chocam! É quase inacreditável pensar que aquilo tudo é verdade, o que torna os sentimentos dos personagens muito mais críveis. A palavra que melhor descreve esse sentimento é indignação.

Spotlight é uma justa homenagem ao jornalismo investigativo, mostra o dia a dia de uma redação, a correria dos repórteres em busca do melhor furo e a importância da comunicação como veículo de conhecimento da população. Em tempos de internet e de gente como a gente, chega a ser nostálgico falar de jornalismo impresso e sua apreensão da espera pela publicação da notícia.

Destaques Coadjuvantes

É consenso entre nós que o filme é um ótimo candidato a Melhor Filme, mas acreditamos que a Academia, diferente da gente, prefira O Regresso. O filme concorre ainda á Melhor Diretor (Tom McCarthy, não tá fácil pra ele), Melhor Roteiro Original, Melhor Montagem, Melhor Atriz Coadjuvante (Rachel McAdams) e Melhor Ator Coadjuvante (Mark Rufalo). Rachel realmente merece seu destaque, mas os da Caneca que viram ambos os filmes apostam em  Jennifer Jason Leigh (Os oito odiados) pra categoria. Rufalo não tem recebido elogios a toa. Dá pra arriscar dizer que foi um dos seus melhores papéis dramáticos. Rezende é ao mesmo tempo emotivo e enigmático em uma medida muito bem equilibrada e que contribui demais para a história. Mas quem viu Creed por aqui, acredita que Sylvester Stallone seja o forte desta categoria.

Em resumo, realmente recomendamos Spotlight! Pela história, pelo aprendizado e pela qualidade, é um filme que vale a pena ser assistido.

Cris F Santa a e Salemme
(@CrisFSantana / @DaniSalemme)



sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Especial Oscar 2016: A Garota Dinamarquesa (por Dani Salemme)

(The Danish Girl - 2015)

A Garota Dinamarquesa é uma adaptação para o cinema do livro homônimo, biografia da pintora Lili Elbe.

Passado nos anos 20,0 conta a história de Einar Mogens Wegener (Eddie Redmayne), renomado pintor dinamarquês casado com a também pintora Gerda Wegener (Alícia Vikander), que sente uma personalidade feminina “presa” dentro do corpo masculino. As histórias de infância que Einar conta para a esposa sugerem que desde criança ele se sente num corpo que não pertence a ele e passa a vida tentando se encontrar.



Para ajudar a esposa a terminar uma pintura, Einar veste meias e sapatos femininos e coloca um vestido a frente do corpo. Essa cena deixa entender que nesse momento o sentimento de ser uma mulher que estava reprimido (por motivos da infância que são brevemente explicados) começa a vir a tona e depois disso ele se veste de mulher muitas vezes para posar para as pinturas de Gerda em quadros que viram um grande sucesso nas exposições de arte e que, ao mesmo tempo, vão deixando esse sentimento de Eidar muito mais aflorado como se a personagem dos quadros estivesse muito mais presente do que o ele próprio.

Se nos dias de hoje a mudança de sexo é um assunto extremamente polêmico, imaginem como era na década de 20... Einar passa por muitos médicos que passam diversos diagnósticos, sempre configurando loucura, desvio comportamental e até esquizofrenia. 

Mas, com o apoio da esposa, Einar conhece um médico que diz entender o que se passa com ele e disposto a fazer a cirurgia de mudança de sexo. Após ouvir todos os riscos e consequências que a cirurgia poderá trazer, Einar decide encarar a mudança para finalmente se encontrar como Lili Elbe, o nome que escolhe para sua nova vida.




A grande emoção do filme está no amor de Gerda por Einar (ou Lili). A esposa passa por tudo com ele, desde as grandes confusões que passam na cabeça dele (pense.. não deve ser fácil) até apoia-lo na decisão cirúrgica e acompanhar e cuidar dele em todos os momentos.




A indicação dos dois atores ao Oscar (Redmayne como melhor ator e Alícia como melhor atriz coadjuvante) é totalmente justificada, ambos estão em atuações impecavelmente convincentes na trama. Se eu não estivesse apostando que finalmente a academia vai dar a estatueta dourada para o Léo (di Caprio) diria que Redmayne ia levar de novo!

A Garota Dinamarquesa concorre ainda a Melhor Design de Produção e Melhor Figurino (particularmente, gostei mais do figurino de Carol).

O filme é muito interessante, forte e emocionante.


Está mais do que recomendado!

Dani Salemme

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Caneca de Estreias: 11 de Fevereiro

Confira as principais Estreias da semana de 11 de Fevereiro nos Cinemas!

A Garota Dinamarquesa (The Danish Girl) - trailer

O meu queredinho das estreias da semana! O filme de Tom Hooper é a Cinebiografia de Lili Elbe (Eddie Redmayne), que nasceu Einar Mogens Wegener e foi a primeira pessoa a se submeter a uma cirurgia de mudança de gênero. A historia é colocada sob o foco do relacionamento amoroso do pintor dinamarquês com Gerda (Alicia Vikander) a esposa mais bosinha da história e sua descoberta como mulher. Eddie Redmayne, que levou o Oscar de Melhor Ator ano passado, na biografia de Stephen Hawking promete arregaçar novamente. (E tá concorrendo a Oscar de novo). Alicia, que faz a esposa / best friend forever, também está concorrendo a estatueta de atriz coadjuvante. É o típico filme que não se pode esperar nada menos que pura beleza. Se for for ver, eu provavelmente já terei ido, mas me chama! Quem sabe quero ir de novo.


Brooklyn (Brooklyn) - trailer

Outro filme todo bonito desses do jeito que a academia lá dos velhinhos gosta, é o que se espera do filme de John Crowley. Saoirse Ronan definitvamente não foi minha ET favorita. Mas como mocinha deste filme parece fazer um ótimo trabalho de interpretação. Pelo menos a galera que manja de cinema por aí anda dizendo que a expressividade da moça está de elogiar. No filme, a jovem irlandesa Ellis Lacey (Ronan) se muda de sua terra natal e vai morar em Brooklyn (quem imaginaria?!) para tentar realizar seus sonhos (quem imaginaria?!). No ínicio, ela sente falta de casa, família, coisa e tal,, mas luta pra se ajustar até que conhece e se apaixona por Tony (Emory Cohen), um encanador italiano. Quando tudo está bem, algo acontece na Irlanda e a garota então se vê dividida entre amores, deveres e países. Um belo filme para quem gosta de cinema por cinema. Se for ver, pode ser que eu vá também.


Deadpool (Deadpool) - trailer

Sem dúvida, o aguardado de 11 em 10 nerds de cinema (e aqui tô me referindo aos fãs do Universo Marvel e coisa e tal) é o filme do Piscina. Ex-militar e mercenário, Wade Wilson (Ryan Reynolds) é diagnosticado com câncer em estado terminal, porém encontra uma possibilidade de cura em uma sinistra experiência científica. Recuperado, com poderes e um incomum senso de humor, ele torna-se Deadpool e busca vingança contra o homem que destruiu sua vida. Um “incomum senso de humor”, aqui pensando uma forma melhor de definir isso. No meio de toda a coisa de Oscar, premiações e filmes pomposos e formais, o filme de Tim Miller provavelmente aparece pra garantir aquela risada rasgada e fácil e dar uma aliviada na formalidade imperante. E se for ver, me chama pra rir também!


Cris F Santana

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Especial Oscar 2016 - O Regresso (Por Rodrigo Sansão)

(The reverant - 2015)


"Porque este é Joseph Climber, um exemplo de perseverança, um exemplo de que não devemos desistir jamais, . mas a vida, a vida é uma caixinha de surpresas, e numa bela manhã de sol..."

Não! O Regresso não é a história de Joseph Climber, e sim de Hugh Glass, mas bem que poderia ser, tamanho AZAR desse cara.



Hoje falaremos deste filme que lidera em indicações para o Oscar 2016, são 12: Melhor filme, Melhor Diretor , Melhor ator, Melhor design de produção, Melhor fotografia, Melhor figurino, Melhor Montagem, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Edição de Som, Melhor Mixagem de Som, Melhor Cabelo e Maquiagem e Melhores Efeitos Visuais.

Leonardo DiCaprio é Hugh Glass, um caçador em busca de dinheiro e sobrevivência que parte para o Oeste americano por volta do começo do século 19. Glass é atacado por um urso e traído pelo seu parceiro John Fitzgerald (Tom Hardy) que além de rouba-lo ainda mata seu filho. Ferido e abandonado, Hugh precisa enfrentar muitas dificuldades para voltar e se vingar da morte de seu filho.


O Regresso é mais uma história de vingança dentre tantas que aparecem por aí. Mas o que tem de diferente no filme? Por que tantas indicações? Na minha opinião, se por um lado temos uma história não muito original nem muito diferente de tantos filmes clichês/justiceiros, por outro temos um espetáculo de produção! (sorry aos educados de plantão): O Filme é bonito pra caralho!!! Cenas lindíssimas, fotografia espetacular, paisagem fora de série, daqueles visuais que daria facilmente pra colocar como proteção de tela no seu computador rs. 

Em termos de prêmios técnicos, apenas O Regresso conseguiu me colocar uma pontinha de dúvida em relação a minha torcida por Mad Max (ainda incomparável rs). Qualquer prêmio seria mais do que justo.


Mais uma vez, Alejandro G. Iñárritu mitou! Depois de dirigir um filme fantástico ano passado (Birdman) e levar o prêmio de Melhor Filme no Oscar 2015, o mexicano se superou, fez outro trabalho tão foda quanto.

Direção primorosa e espetacular! Destaco(amos) as cenas estilo "Tarantino" com sangue espirrado, mortes brutais e etc. (esse destaque é originalmente da minha amiga/parceira/rommie CrisFSantana que compartilho e assino embaixo)

Provável que role um repeteco de Melhor Diretor! E será merecido!

Agora quanto a atuação de Leonardo DiCaprio, muita gente ficou dividida. O fato do personagem sofrer pra CARALHO², ajudou muito no seu trabalho. E isso foi inclusive um dos argumentos que ouvi, de que ele fez apenas o "arroz e feijão" e aproveitou a "sofrência" do personagem. Bom, eu discordo. Gostei muito da sua atuação.
Acho que principalmente por ele sair um pouco dos últimos papéis em que ele era sempre o esperto/especial/diferentão. Fazer o "sofrido" deu uma variada no seu repertório! Não sou grande fã dele, mas acho que dessa vez ele se superou e seria muito injusto ele não levar esse Oscar! Acho que finalmente, DiCaprio perde esse trauma e leva essa prêmio inédito pra carreira.

Não sei se levará para Melhor Filme, talvez a história não seja tão forte e tão pouco convincente, mas pelo conjunto da obra não ficaria surpreso se levasse.

Enfim, eu gostei bastante do filme, embora as 2 horas e 36 min deixem o filme cansativo e meio arrastado. Não é meu estilo preferido de filme, e também não é uma história marcante nem empolgante. Mas é um belíssimo filme que com certeza você não irá se arrepender em assisti-lo, por isso, recomendamos!


Rodrigo Sansão

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Caneca de Aniversário: 2 Anos do Bloguinho! \o/

Hoje vai ter uma Festa! Bolo e Guaraná muito doce pra você!

É isso aí querido leitor Canequeiro! Hoje o C de Caneca comemora 2 anos de existência. Ainda somos novinhos, é verdade, mas temos muito pra comemorar! Nestes dois anos vimos o bloguinho crescer exponencialmente. Ganhar layout novo, ganhar domínio próprio. Vimos novos colaboradores chegando. E modéstia a parte, fazendo postagens cada vez mais divertidas. Cobrimos uma porção de premiações e ajudamos muita gente a escolher a próxima sessão de cinema!

E no aniversário da Caneca tem o que?! Tem presente!

Nova Caneca!

Estamos lançando oficialmente hoje o novo logo da Caneca, mais moderno e bonitão, desenhado pelo nosso web designer favorito, o canequeiro Victor Abadio. A nova identidade visual do bloguinho é só o início de uma porção de mudanças que logo mais vocês vão ver por aqui! 

E nosso novo logo não chega apenas para embelezar a interweb! Já dá pra sair por aí vestindo a camisa da Caneca! Numa parceria bacanuda com a Vietnã Camisetas, está saindo do forno a primeira leva de camisetas da Caneca! Lindonas e confortáveis (Quem quiser uma, só falar com a gente!)!



Vestindo a Camisa da Caneca!
Você, leitor amigo, é o que nos inspira a sonhar cada vez mais longe! OBRIGADO DE CORAÇÃO à você que nos lê, nos compartilha, nos escreve, nos critica e nos elogia. Afinal de contas, é pra vocês que a gente faz o blog!

Alias, preparem os coraçõezinhos que em breve (em breve mesmo!) muitas outras novidades vão surgir por aqui. Porque sonhar é o que nos movimenta!

Abraço comemorativo quicante!

Equipe da Caneca

"Sonho que se sonha só, é só um sonho que se sonha só. Mas sonho que se sonha junto é realidade!" 
(Raul Seixas)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...